Como saber qual categoria um pombo pertence

Ir em baixo

Como saber qual categoria um pombo pertence

Mensagem por Sidney nazar (Admin) em Sab Dez 07, 2013 9:29 am

Autor: Sidney Nazar
11 -Março -2012
Assunto 9:
Como saber qual categoria um pombo pertence. Velocidade , Meio ou Fundo.

Introdução ao assunto:

Falar sobre um tema proposto como esse exigirá muito conhecimento e prática no que tange ao assunto. Algumas frases não bastarão para se chegar a uma conclusão plausível e correta na opinião da maioria dos columbófilos. Mesmo por que cada um tem uma forma particular de manejar seu Loft.

Este artigo não será útil somente para os iniciantes, mais abrangera todos os apaixonados por esses pássaros maravilhosos. Ninguém pode dizer que já sabe tudo sobre esse esporte e que nada mais lhe poderá ser acrescentado. Mesmo por que este desporto esta sempre em transformação. O que serviu para os competidores em épocas passadas não servira totalmente para nos hoje e o futuro prova isso todos os dias.

Em um campeonato como este existe varias modalidades. Velocidade, meio fundo, fundo, grande fundo, e maratonas. Vamos nos conter somente nas três primeiras onde são divididas em quatro provas cada modalidade e falarmos de uma forma panorâmica e superficial entrando no assunto proposto posteriormente.

Vamos lá!
Na categoria velocidade as distâncias podem variar de 245 à 300 KM. Sendo previstas anteriormente no calendário do clube. São 4 provas que acabam no mesmo dia. Os pombos como em todas as outras provas são soltos às 8:30 - 09:00 Hs da manhã. Como a distância é curta e a velocidade dos pombos podem chegar de 90 a 110KM, eles chegaram no mesmo dia algumas horas depois, por isso chama-se prova de um dia.

Chegamos então ao tema e parcionando a questão eu refaço a pergunta. Como saber se um pombo é da categoria velocidade. Sempre gosto de fazer comparações para um melhor esclarecimento.

Ilustrando a questão:
Suponhamos que eu coloque diante de vocês um atleta perfeito que pratica como esporte a corrida. Nesta modalidade existem cem metros rasos, quem salta mais longe, triátlon e maratonas entre outros. Observe que os atletas que praticam estes esportes são todos fisicamente iguais, tendo semelhantemente o mesmo peso, corpo, o físico em geral. Mais sem conhecermos seria impossível acertar a especialidade de cada um sem que seja no chute.

Acredito que um atleta destes pode ser razoavelmente bom em todas as modalidades mais, sempre haverá uma que ele é especialista. Um competidor nato que usará todas as suas artimanhas para projetar e angariar suas vitorias. Resumindo... só teria como saber sua especialidade se perguntássemos e ele, obviamente nos responderia.

Aplicando este mesmo princípio aos nossos atletas alados. Pense em um destes maravilhosos pombos que nos fascinam sempre que vemos um daquele jeito. Olhos e cor perfeitos com traços singulares e personalidade incomum. Algo que conseguimos enxergar nos campeões. Aquele tamanho com aquela estética e tudo que pessoalmente queremos e exigimos de um pombo.

Pense neste lendário bem na sua frente. Um competidor singular que chega sempre na frente dos outros em sua modalidade. Saberia dizer se foi campeão em qual das 3 modalidades. Acho que somente poderia chutar e esperar ganhar ansioso um milhão. Sabemos que tamanho e cor não são requisitos para querer dizer ser o que não é. Devo ressaltar que tem pombos que voam bem todas as categorias embora isso seja difícil de ver em todos os pombais.

Leon Pettit ria sempre que alguém dizia que os pombos grandes é que são de fundo e os parrudinhos de velocidade. A verdade é que não tem como saber, a menos que perguntemos ao pombo. Mais infelizmente este ainda não aprendeu a falar. Então vamos a pratica, pois a teoria nos deixou na mão.

Suponhamos que esta tudo pronto para iniciarmos a competição. Os treinos foram feitos, os ruins em sua maioria se perderam.

Uma observação interessante é que sempre se fazem de 2 a 4 treinos coletivos no caminhão que levaram os pombos para as provas. A principio eu iria embarcar todos os meus pombos nestes treinos que terá. Porém amigos me disseram que nunca mais ira embarcar seus alados em treinos como esses, pois nas provas oficiais devido as suas localizações os pombos já estarão de certo modo viciados a passar nestes lugares primeiros onde foram feito os treinos antes das provas, para então aí rumar para sua casa.

Como sou iniciante na prática mais não leigo na teoria, acho fundamental que os pombos façam um reconhecimento do caminhão e os outros competidores. Assim como faz um time de futebol antes das partidas no campo de futebol. Para os velhos de guerra servirá como lembrete e os pombos de ano como um aprendizado para na hora da verdade não se assuntarem sobremodo e já saírem do caminhão totalmente desorientados e rumando quilômetros para fora da rota.

Os treinos são importantes para eles saberem que serão soltos entre outras coisas. Penso eu mais temos que ouvir os mais experientes. Ainda mais quando a questão faz sentido. Porém a minha maior preocupação nem seria esta mais sim no que diz respeito à saúde dos pombos concorrentes. Já que nem todos os columbófilos são asseados com seus pombitos.

Infelizmente essas moléstias acontecem o tempo todo, em uma ou outra associação. Muitos que estão se iniciando nesta competição não estão totalmente informados sobre a Importância da prevenção e manejo de tratamentos. Muitos competidores encerram sua participação por causa disso e muitas vezes ele foi a vitima.

Já ouvi uma teoria de que tem treinador que pega um pombo cheio de boba, e deixa dentro do pombal principalmente de pombos de ano, para pegarem logo a doença e não terem mais o risco de sofrer desta moléstia no concurso. Já que é uma doença que pega somente uma vez nos pombos. Será...!?

Chegamos ao sábado à tarde e os nossos pombos foram embarcados para a primeira prova e agora é ficar em casa esperando o domingo ainda de manhã para ir ao pombal torcer para dar primeiramente tudo certo na prova e depois em seu loft.

Existe ainda uma questão a qual eu já escrevi. O título dela e sobre "Qual pombo jogar". A minha sugestão é que você faça a leitura deste artigo antes de continuar. Ele esta nesta pasta mesmo, basta dar uma olhada

Agora automaticamente a pergunta sobre velocidade será respondida. Na verdade você quer saber quais dos ‘’seus’’ pombos são de tal categoria. Sendo assim para melhor avaliá-los. Contenham-se somente nos seus.

A. Existem os pombos que chegam bem e marcam.
B. Existem os pombos que chegam bem e não marcam.
C. Existem os pombos que chegam mal de saúde, físicos ou fracos e não marcam.
D. Existem os que não chegam, se perdem.

Estes que são do grupo "D" te fizeram um favor, são ruins e já deveriam ter sido eliminados. Digo que tem pombo que puxa o bando e tem pombo que é puxado e vai de carona. Esses só retornaram nos treinos por que este é mais perto e são bons seguidores na ora de pegar carona no bando que ruma para casa. Já quando exige orientação e força nas asas quando o bicho pega mesmo. Aí não agüentam a pressão e desistem de voltar ou não sabem mesmo.
São fracos e como é um excelente seguidor, acaba chegando ao pombal de outro criador. Vários bandos se formam na ora da solta e estes do grupo "D" seguem o primeiro que vê.

Existem columbófilos que tem dó de perder pombos em treinos e competições. Pessoalmente fico triste quando os perco na adução, pois ainda são filhotinhos. Agora... Depois que já aduziram fico logo torcendo pelos ruins se perderem o mais depressa possível pois, geram muitos gastos. Não se deixe enganar, pombos ruins há em todos os pombais.

Os atletas do grupo "A" são os mais cotados para esta modalidade, pois chegam primeiro e bem de saúde. A chance de eles serem velocistas dos cem metros é quase certa. Minha recomendação é que os mande prova atrás de provas enquanto estiverem chegando bem e marcando pontos. O grupo "A" nada mais é que a resposta que você procura nesta categoria. A columbofilia moderna tem exigido cada vez mais dos atletas. Hoje já é comum, mandar um pombo marcador em praticamente todas as provas, da primeira a décima segunda. Alguns conservadores preferem que em cada modalidade tenha os seus escolhidos. Daí já fica ao seu critério.

Os pombos que chegam bem embora sem pontuar (grupo "B)", não quer dizer de modo algum que são ruins. Não pontuaram mais chegaram bem de saúde. Talvez uma falta de sorte ele não tiver se saído melhor. De a ele mais uma chance e mande-o outra vez em velocidade. Chegando bem novamente sem marcar não o descarte. Guarde-o para meio fundo. Você poderá ter uma bela surpresa e acontecer de ele pontuar bem.

Tem pombos que aceleram o ritmo e só chegam primeiro por que a distancia é curta. Se fosse maior se queimariam e não finalizariam a prova dentro do prazo previsto. Uma das coisas que o pombo queima e é fundamental se chama gordura. Se ela acabar em pleno vôo o pombo fica desequilibrado tendo que usar mais força e teria que dar uma parada devido ao cansaço e desnutrição.

Já outros não tem pressa de chegar a casa, mantém o ritmo do começo ao fim. Tem pessoas que na prova de velocidade levam os pombos com fome, para motivá-los a voltarem mais rápido e diminuir o peso da ave. Isso e certo se o pombo esta acima do peso um pouco. Mais se ele já esta no peso ideal e se faz isso, e provável que não conclua a prova queimando totalmente sua gordura. Ou se a conclui fica às vezes invalido para o resto da competição, não havendo como recuperá-lo a tempo.

A falta de êxito em competições em sua absoluta maioria se deve ao mau manejo do criador de pombos. 90% Mantêm o mesmo esquema de alimentação e tratamento mais uma carga de treinos o ano inteiro. Na hora de competir começam a inventar de mais e expõe seus pombos a fome extrema e muda quase por completo o esquema de alimentação. Quer que o pombo se adapte em semanas o que ele não fez em meses. Loucura!

Por ultimo temos o do grupo "C". Os que chegam mal. A primeira coisa a fazer é observar se algo externo o motivou a atrasar tanto e chegar mal ( mal que digo é chegar eriçado, úmido, se coçando todo, ao pousar no pombal parece que não pousou mais caiu, seu peito esta preto (queimado), e obviamente, pousaram no meio do caminho. Etc.).

Ver se tem ferimentos devido a ave de rapina ou se machucou no transporte, coisas desse tipo. Se confirmado de a ele mais uma chance da próxima vez. Se não há sinais externos é por que em alguns pombos a enfermidade só aparecem quando são forçados ao extremo, como nas competições.

Algum órgão interno pode não estar funcionando bem. Geralmente são bons voadores e conclui todo o treinamento pré temporada com muita inteligência e boa orientação. Mais quando forçados de verdade a sua fragilidade é exposta e se queimam. Um pulmão, rins, sacos aérios ou qualquer probleminha interno. Virará um problemão na hora do vamos ver.

Estes infelizmente embora lindos e inteligentes são frágeis. Com isso se LIVRE deles. Simples assim, não servem nem para reprodução. Se não voaram bem em velocidade por causa da saúde, o que você pode esperar de MEIO FUNDO.

Bom! Chegamos ao fim de um terço da resposta. Mais não se desanime, as outras duas não gastará nem um parágrafo, quer ver?

Como proceder no meio fundo e fundo. Da mesma forma que velocidade. Com meio fundo seguirá o mesmo princípio e lógica da primeira categoria. Fundo seguirá a mesma lógica de meio fundo. Ao final de tudo seus conhecimentos sobre isso será muito mais elevado. Recebera até um diploma (brincando). Nisso tudo uma coisa é certa; pelo mesmo de experiência serviu.

Não se esqueça que; pior que não crescer e não tentar e, quem têm medo de investir tem medo de crescer, por que em tudo, somente com investimento e coragem prosperará.

Abraços e qualquer duvida ou criticas estou aberto a novas experiências. Como disse anteriormente à ‘’SEMPRE O QUE APRENDER’’!

Sidney Nazar.
avatar
Sidney nazar (Admin)
Admin

Mensagens : 148
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 34
Localização : Belo Horizonte -MG- Brasil

Ver perfil do usuário http://grupoenacol.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum